Adicione aqui o texto do seu título

Isto é o título

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Filipe Sambado

21 Agosto : 22h : Quartel GNR

Filipe Sambado

21 Agosto : 22h : Quartel GNR

Filipe Sambado

21 Agosto : 22h : Quartel GNR

Filipe Sambado

21 Agosto : 22h : Quartel GNR

17 Ago
22h

Quartel GNR
Palco Principal

Com liberdade e criatividade, Ayom faz sua estreia em álbum sem fronteiras.

“AYOM é uma fusão deliciosa e dançante, que tem a leveza e a liberdade dessas aves migratórias, que partem de distintos pontos do planeta para se encontrar e inventar novos sons e sonhos por onde passam”

No universo de Ayom, não existem fronteiras, rótulos, diferenças entre os povos. Os integrantes desta banda multicultural, cidadãos do mundo com bagagens diversas, se uniram entre Barcelona e Lisboa em 2019 para criar uma música original que passeia com liberdade pelos ritmos do mundo, predominantemente pela música popular brasileira, com influências afro latinas, afro lusitanas e do Mediterrâneo.
Ayom nasce das raízes da tradição popular, se alimenta das convivências, dos intercâmbios culturais e das experiências de imigração num caminho livre e espontâneo onde se apaixona pelas múltiplas paisagens do caminho. Assim, a musicalidade floresce nômade, profunda, provocante e dançante, onde convivem tradição e contaminação, masculino e feminino, poesia e energia, alegria e engajamento.
O resultado é uma música sem fronteiras e que almeja a paz entre os povos, com sonoridade do Atlântico tropical, negro e mestiço, que se move entre muitos ritmos como carimbó, cumbia, baião, semba, coladeira, funaná, ijexá, guaguanco e outros mais.
A banda acaba de lançar seu álbum de estreia homônimo, com 12 faixas. Ayom é o “Senhor da música” que vive dentro do tambor e é uma entidade presente em várias culturas antigas do mundo, na África, na América Latina e também na Europa. O protagonismo do tambor, assim como a presença de Ayom nestas diferentes culturas, fizeram com que este nome fosse a alcunha perfeita para o coletivo, que é formado por Jabu Morales na voz, nas letras e na percussão, Timoteo Grignani e Walter Martins nas percussões e voz e Alberto Becucci no acordeon.
Atualmente colaboram com o coletivo Ricardo Quinteira no baixo e três cubano, e Olmo Marin na guitarra e cavaquinho.
O primeiro single lançado, que também ganha o nome de AYOM. Autobiográfica, a música vem carregada das nuances da força feminina, em plena transição entre suas diferentes fases-faces: Menina, Mulher e Mãe. Essa composição marca ainda a jornada da compositora e vocalista, Jabu Morales, em uma viagem profunda às suas origens, que encontra, a partir do som do tambor, a força para se conectar com a sua ancestralidade.
Graças a sua sonoridade estética com elementos que se aproximam, como o Beguine Francês e o Baião Nordestino Brasileiro, AYOM vem também carregada de fluidez musical, perfeita para o corpo, que se movimenta e dança ao som deste hino à liberdade.
A força africana também é destaque em Exu, uma reza em yorubá que ganhou ares de samba-reggae. Em Valsa das Estações, com suas cores de guaguanco afro cubano, somos lembrados da regra número um da vida: a impermanência. A beleza está nos ciclos, no movimento. Quer algo mais romântico, mas sem melancolia? Ouça o forró Cachaça com Macarrão, a história de uma paixão entre uma brasileira e um italiano. Jabu e Alberto trabalharam em parceria na composição, recheada de piadas internas que marcaram a relação.
Em Cravo e Menta também estão presentes a alegria e a sensualidade de um ritmo bem brasileiro, que coloca todo mundo para dançar: o carimbó. Angola, terra natal de Walter, dá o tom do romance impossível Maré e Luar com o semba, um gênero musical e uma dança tradicionais no país.
Me Deixe Ser, traz o gingado da coladeira, ritmo de Cabo Verde. A voz doce de Jabu Morales disfarça o desabafo de sua letra: me deixe ser, não tem razão/ vou permitir minha antipatia/ não é com você, não é ingratidão/ e eu nem quero saber o que me angustia. Um desabafo, sim, mas também uma demonstração de maturidade: vou observar, e logo vai passar/ antes do sol se por eu volto a ser quem sou. A música combina ritmo e poesia, e abraça as transformações em todas as suas formas.
A latinidade da cumbia, do calypso, do merengue, do samba e da milonga é outra influência encontrada em Ayom – algumas vezes mais explícita, outras mais sutil, o que pode deixar o ouvinte intrigado.
Porém, lembre-se do que falamos no início: Ayom é uma banda cosmopolita, com identidade ún

Your Dream Vacation is Here

Enjoy Some You-Time

I am text block. Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

The Perfect Surrounding

I am text block. Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Fine Food Cuisine

I am text block. Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

The Best Experience Ever

"Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo"
Chris Jones
Travel Blogger

Savour Your Next Holiday